domingo, 27 de março de 2016

Sertão, minha terra natal.

SERTÃO, MINHA TERRA NATAL
Surgida das verdes matas
em seu marco os imigrantes,.
raízes aqui plantaram
trabalhando arduamente.
Alicerces aqui deixaram
origem de nossa gente.
Moradias humildes, sem conforto
Infelicidade não existia...
nada impedia sua caminhada.
Habituados às lutas do dia a dia
apostavam no sucesso da jornada.
Criaram seus filhos que formaram Sertão
Idealistas apostavam na vitória.
Deixaram sementes de exemplo e afeição.
Antepassados nossos guardados na memória
dádivas de amor, trabalho e tradição
Marcaram as páginas de nossa história!
Luiza  Menin Manfredi

Sertão, out/96.

Poema escrito nos anos 90, em meus cadernos de registros.

quarta-feira, 23 de março de 2016

Outono ..

       Estamos no outono. Continuo na praia. Tempo não é mais o mesmo, mas ainda dá para curtir caminhadas na praia.
       Chegou meu filho mais novo, para passar a Páscoa comigo. Fiquei feliz. Chegou com ovos de chocolate, tradição ..
        O tempo passa depressa, já faz três meses que estou aqui. Adoro o litoral. Qualidade de vida, natureza... Santa Catarina, águas cálidas, limpas...
         Preocupa aqui, os assaltos, que continuam. Ladrões entrando em casas de veranistas que moram nas cidades vizinhas e só veem nos finais de semana.  Mas, já entraram com as pessoas em casa, dormindo. Muito preocupante.  Só Deus para nos cuidar e proteger, porque nem a Policia dá conta.  Fome, drogas, desocupados, crise econômica, desemprego ou simplesmente gente má mesmo...
        Que essa Páscoa de 2016, seja abençoada. Que Deus proteja nosso Brasil cheirando a golpe...
crises políticas, corrupção, delação, mas queremos democracia e liberdade. Ditadura, nunca mais!
        Vamos curtir esses dias, lembrar de Cristo, estamos na Semana Santa. Não apenas o lazer, mas a meditação e a oração.
       
                                  Luiza
                                  23/03/2016
                             
                                  imagens captadas na web






domingo, 20 de março de 2016

Gaivotas na praia ....

Gaivotas pousam suavemente
na areia fofa e branca da praia
à busca de seu alimento...

As ondas vão e vem lentamente
Acompanho enternecida a cena
agradeço a Deus por estar presente

O  encanto e a beleza deste momento

enlevam minha alma e o pensamento!

             Luiza
             Publicado no Recanto das Letras.

                 imagem captada na web



sexta-feira, 4 de março de 2016

... de saudade em saudade...


....de saudade em saudade se atravessa uma vida
de lembrança em lembrança se escreve uma história
a alma é guardiã da memória...
Lenapena

Recanto das Letras

imagem captada na web...