sábado, 19 de dezembro de 2015

Natal em família.

       Hoje, sábado, dezenove de dezembro, aproximando-se o Natal. Planejei ir com a família à praia passar as festas de final de ano, não deu certo. Probleminha de saúde com meu genro, hoje se recuperando em casa. Deus decide por nós. Passo o Natal em casa com os dois filhos homens, meus netos, em família, com mais tranquilidade e segurança do que nessas rodovias.  O tempo continua chuvoso, abafado, enxurradas, ventos, destruição, nada condizendo com os enfeites natalinos como nos anos anteriores. Há um  ano hoje, retornei de Porto Alegre, onde passei um mês, curtindo a capital, passeando, como nunca havia feito em minha vida, ia e voltava.  A cada ano, tudo muda. Neste ano perdi minha mãe, idosa, mas nós, filhos e netos, não a queríamos perder. Está fazendo muita falta.
      Um final de ano de economia: crises econômicas  no contexto nacional, não permitem que nesse ano seja de muita festa e despesas. Inflação em alta, salários sem reajuste, despesas próprias desse período para quitar.  No Estado, se quisermos o décimo terceiro salário, só com empréstimo no Banrisul ou aguardar para começar a receber a partir de junho do ano que vem, em 6 parcelas. A que ponto chegamos, estamos pagando pelos desmandos dos governos, pelos roubos e corrupção.  O Congresso Nacional nos envergonhando, Deputados se agredindo e se acusando mutuamente. Os tempos mudaram,  Hoje, os políticos atuam, por interesses próprios e negociatas. Nossa democracia correndo riscos. Processos, briga entre os Poderes, Presidente em perigo de sair do Governo e sem perspectivas de alguém honesto para assumir em seu lugar.  Um final de ano melancólico para a nação e todos os brasileiros.
    O Natal é renascimento, é esperança, é festejar o nascimento de Jesus. Um dia de muita paz, amor, harmonia, confraternização em família,  assistir a missa e se reunir ao redor de uma mesa, numa ceia com quitutes feitos em casa, um pinheirinho piscando as luzinhas , os netos pequenos curtindo os presentes... A reunião da família na praia, fica para o ano que vem , se Deus quiser.

                      £uiza



sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

LEMBRO DE TUDO ...


Lembro de tudo,
como se fosse hoje...
A noite era quente
e uma multidão
ocupava os espaços
daquela praça
de alimentação.
Ao lado as luzes
de um parque de
diversões iluminavam
os brinquedos e
seu fascínio convidativo.
A poucos metros dali
um imenso mar
quebrava suas ondas,
impregnando tudo
com um delicioso
cheiro de maresia.
Lembro de tudo,
com imensa saudade,
principalmente
das coisas que ficaram
nos bastidores
daquela noite inesquecível!
Rui E L Tavares

-17Dezembro2015-




Final de ano

Passou mais um ano
entre muitas alegrias
alguns dias de tristeza
conseguimos sobreviver
com a crise na Economia
e as trapaças na Politica
crise, inflação, impostos
salários ultrapassados
parcelados, mas ...
e os que não tem?
Setores desatendidos
saúde e educação ...
insegurança, violência.
Agradeçamos a Deus
esse ano que se vai...
e que abençoe nosso Natal
conserve a PAZ nas nações
nas famílias, na sociedade
no nosso Brasil
que a irmandade exista
entre as pessoas
em todos os recantos
desse nosso amado País!

          £uiza



quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Eterna Indagação.

ETERNA INDAGAÇÃO
Mistério eterno da vida
Donde eu vim? Para onde eu vou!?
Que força desconhecida para a amplidão me arrastou.
Sou andorinha perdida
Que velho ninho deixou
E aflita voa impelida
Por vento que Deus lançou
E subi rodopiando
Por este mundo rolando
Que no espaço Deus semeou
Ó senhor minha ânsia acalma
Dize-me, diz a minha alma
Donde eu vim?
Para onde eu vou?


                             ( índio Tamoio Prado )
                              imagem captada na web